Dois casos de dengue são confirmados em Congonhinhas (PR). Trinta ainda aguardam resultados

PARCEIROS DO SITE


 

Dois casos de dengue são confirmados em Congonhinhas (PR). Trinta ainda aguardam resultados



Dois casos de dengue são confirmados em Congonhinhas (PR). Trinta ainda aguardam resultados
O numero de casos de dengue confirmados em Congonhinhas (PR) chegou a 02 de acordo com SESA ( Secretaria  de estado da Saúde) o último boletim divulgado pelo SESA em 23 de março de 2020 mostra que são 39 casos de dengue, destes  07 foram descartados, 02 foram confirmados e 30 ainda estão em investigação aguardando o resultado de exames.
Transmissão
Os cuidados para não permitir a reprodução do mosquito Aedes aegypti, que são os transmissores da doença, são com recipientes que podem acumular água parada. Os quintais devem ser limpos, o lixo bem armazenado e caixas d'água bem tampadas.
No período chuvoso, pode parecer que os riscos de proliferação sejam maiores, porém deve haver cuidado também no verão, pois as pessoas ficam mais despreocupadas, só que também há risco, porque em qualquer acúmulo de água parada o mosquito pode fazer a reprodução.
O ciclo de transmissão ocorre após a fêmea do mosquito depositar seus ovos em recipientes com água. Ao saírem, as larvas vivem na água por cerca de uma semana. Após este período, transformam-se em mosquitos adultos e picam as pessoas.

Sintomas

Dengue: segundo os especialistas, muita gente acha que sinais como congestão nasal e tosse são característicos da dengue, mas isso não é verdade – a doença dá febre alta, dor no corpo e nas articulações e dor atrás dos olhos, mas não congestão ou tosse. A forma mais grave da doença pode apresentar hemorragias e levar a morte.
Esses sinais são mais comuns em uma simples gripe, que se diferencia não só por isso, mas por dar uma febre não tão alta quanto a da dengue. Em caso de vômito, desmaio ou dor na região abdominal, pode ser que a dengue esteja piorando e, por isso, é preciso procurar um médico.
Zika: os principais sintomas da doença provocada pelo vírus da zika são febre intermitente, erupções na pele, coceira e dor muscular. A evolução da doença costuma ser benigna e os sintomas geralmente desaparecem espontaneamente em um período de 3 até 7 dias. O quadro de zika é muito menos agressivo que o da dengue, por exemplo.
Chikungunya: estudos mostram que a chikungunya deixa rastros de dores nas articulações, metade deles crônicos. O vírus tem uma predileção pelas articulações e causa uma cascata inflamatória no local. Os doentes, principalmente as mulheres, desenvolvem dores incapacitantes crônicas e não conseguem abotoar uma camisa, pentear o cabelo sem dores.
Veja o boletim completo Clique aqui

Postar um comentário

0 Comentários