Paraná confirma mais 2.430 casos e 96 mortes por covid-19

PARCEIROS DO SITE


 

Paraná confirma mais 2.430 casos e 96 mortes por covid-19

 

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta quinta-feira (22) mais 2.430 casos e 96 mortes por covid-19 no Paraná. Os números são referentes aos meses ou semanas anteriores e não representam a notificação das últimas 24 horas.

Os dados acumulados do monitoramento da doença mostram que o estado soma 1.348.300 casos e 33.899 mortes.

Os casos confirmados divulgados nesta data são de janeiro (15), fevereiro (15), março (110), abril (245), maio (65), junho (229) e julho (1.751) de 2021.

Internados

De acordo com o informe, 1.427 pacientes com diagnóstico confirmado de covid-19 estão internados. São 1.104 em leitos SUS (619 em UTIs e 485 em enfermarias) e 323 em leitos da rede particular (156 em UTIs e 167 em enfermarias).

Há outros 1.726 pacientes internados, 821 em leitos de UTI e 905 em enfermarias, que aguardam resultados de exames. Eles estão nas redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

Mortes

A Secretaria da Saúde informa a morte de mais 96 pacientes: 48 mulheres e 48 homens, com idades que variam de 21 a 97 anos. As mortes ocorreram de 19 de fevereiro a 22 de julho de 2021.

Os pacientes residiam em Colombo (17), Curitiba (12), Londrina (10), Maringá (4), Campo Largo (3), Missal (3), São José dos Pinhais (3), Fazenda Rio Grande (2), Foz do Iguaçu (2), Laranjeiras do Sul (2), Marialva (2), Ponta Grossa (2) e Wenceslau Braz (2).

O informe registra a morte de uma pessoa que residia em cada um dos seguintes municípios: Altônia, Ampére, Arapongas, Arapoti, Araucária, Cambé, Campina da Lagoa, Campo Magro, Campo Mourão, Chopinzinho, Cornélio Procópio, Cruzeiro do Oeste, Curiúva, Francisco Beltrão, Lapa, Manoel Ribas, Matinhos, Palmital, Paranavaí, Paraíso do Norte, Pato Branco, Pinhais, Piraquara, Piên, Pontal do Paraná, Reserva, Ribeirão do Pinhal, Rosário do Ivaí, Santa Helena, Santa Mônica, Sengés e Turvo.

Confira o Informe completo.

Informações da AEN

Postar um comentário

0 Comentários