Força Aérea dos EUA investiga restos mortais em trem de pouso de avião que participou de resgates em Cabul

PARCEIROS DO SITE


 

Força Aérea dos EUA investiga restos mortais em trem de pouso de avião que participou de resgates em Cabul

 Passageiros afegãos ocupam a pista do aeroporto de Cabul em tentativa de fugir do país Foto: WAKIL KOHSAR / AFPWASHINGTON E CABUL — A Força Aérea dos EUA abriu uma investigação interna depois da descoberta de restos mortais no trem de pouso de um dos C-17 Globemaster III que participaram de uma operação de resgate de cidadãos americanos e afegãos no aeroporto de Cabul, entre domingo e segunda-feira.

De acordo com comunicado, a aeronave foi cercada quando taxiava pela pista, e centenas de pessoas tentavam embarcar — por isso, afirma a Força Aérea, “diante de uma situação de segurança que se deteriorou rapidamente, a tripulação do C-17 decidiu deixar a base aérea o quanto antes”.

No domingo, logo depois de o Talibã invadir Cabul, efetivamente derrubando o governo de Ashraf Ghani e assumindo o palácio presidencial, centenas de pessoas rumaram para o aeroporto em busca de voos para deixar imediatamente o Afeganistão. Entre elas, além de cidadãos estrangeiros, afegãos que prestaram serviços para outros governos ou para as forças internacionais que estão prestes a se retirar em definitivo do país, após 20 anos.

Cenas de pessoas agarradas a escadas, pontes de embarque e amontoadas no pátio das aeronaves traduziram o temor de boa parte da população com o retorno do Talibã — nas imagens mais dramáticas, divulgadas na segunda-feira, pessoas tentavam subir a bordo de um C-17 dos EUA, já em movimento. A Força Aérea não revelou se o avião envolvido na investigação era o mesmo que aparece no vídeo.

Postar um comentário

0 Comentários