Depois do vexame, Renato entregou o cargo. A diretoria do Flamengo não aceitou

PARCEIROS DO SITE


 

Depois do vexame, Renato entregou o cargo. A diretoria do Flamengo não aceitou

  Renato foi claro depois do vexame. Sairia do clube sem multa. Dirigentes quiseram que ficasseRenato Gaúcho tem o ego muito forte. É resolvido financeiramente. Não aceitaria como normal os palavrões, as vaias e o pedido da torcida pela volta de Jorge Jesus, depois da humilhante eliminação da Copa do Brasil diante do Athletico Paranaense, por 3 a 0, em pleno Maracanã.

Depois da coletiva pesada coletiva, vazou a informação.

Logo após a derrota, ainda no vestiário do Flamengo, ele chamou o vice-presidente de futebol, Marcos Braz, e o diretor executivo, Bruno Spindel.

Ou seja, se quisessem, ele estaria fora do Flamengo. Sem o clube ter de pagar multa, nada.

Só que Braz e Spindel recusaram. Disse que ele seguiria sendo o treinador.

Faltam apenas 31 dias para a decisão da Libertadores, no Uruguai, contra o Palmeiras. Seria caótica a saída de Renato Gaúcho agora. 

Em tom dramático, Braz teria afirmado para Renato e para os jogadores que, as pessoas que tirariam o Flamengo da crise estavam naquele vestiário.

Só depois que Braz e Spindel recusaram sua saída, Renato foi para a coletiva.

E fez questão de minimizar as vaias, os palavrões e até o coro por Jorge Jesus, gritado pelos torcedores do Flamengo.

Postar um comentário

0 Comentários