Provas do Concurso da Polícia Civil serão realizadas neste domingo (3) em 13 cidades do Paraná

PARCEIROS DO SITE


 

Provas do Concurso da Polícia Civil serão realizadas neste domingo (3) em 13 cidades do Paraná

  


 

O concurso da Polícia Civil do Paraná será realizado no domingo (3) em 13 cidades do estado. A decisão foi tomada para reduzir aglomerações e a circulação de mais de 100 mil candidatos inscritos em Curitiba.

Nagíbia Sinara Correa passou oito meses a mais do que planejava estudando para o processo seletivo. Em fevereiro, a moradora de Londrina estava hospedada na capital do estado quando as provas foram suspensas, horas antes da aplicação.

O Núcleo de Concursos da Universidade Federal do Paraná concluiu que havia risco à saúde dos participantes com o agravamento da pandemia de Covid-19.

Alguns candidatos moveram ações de danos morais contra o Núcleo de Concursos, mas a justiça entendeu que não cabia indenização, e que os organizadores deveriam arcar apenas com custos de deslocamento e hospedagem.

"Foi bem complicado porque eu estava em Curitiba. Os últimos meses eu aproveitei para estudar, porque temos que tirar de uma situação ruim uma oportunidade. Apesar da ansiedade atrapalhar, consegui revisar o que precisava nesses oito meses e deu tudo certo", disse

Para ela e outros milhares de inscritos, a espera deve terminar no domingo, mas com mudanças em relação ao plano original. Em vez de centralizar tudo em Curitiba, as provas serão aplicadas em mais 12 cidades do estado.

 

A capital ainda concentra mais de 50 mil candidatos, quase metade do total. Londrina vem em seguida, com quase 17 mil. Também haverá provas em Maringá, Ponta Grossa, Cascavel, Foz do Iguaçu, Araucária, Colombo, São José dos Pinhais, Pinhais, Paranaguá e Matinhos.

 

No total, são 106 mil inscritos para 400 vagas de delegado, investigador e papiloscopista. Em todos os locais, os portões serão abertos ao meio-dia e as provas começarão às 13h30.

 

Um protocolo de biosegurança foi elaborado pela UFPR e ratificado pela Secretaria de Estado da Saúde.

 

O protocolo inclui uso obrigatório de máscara, distanciamento entre as carteiras dos candidatos e salas especiais para quem se declarar integrante de grupo de risco.

 

Os organizadores afirmam que a descentralização se deu para reduzir aglomerações, melhorar as condições de segurança e facilitar o deslocamento dos candidatos.

 

FONTE – G1 PR

Postar um comentário

0 Comentários