TSE cassa mandato de deputado estadual Subtenente Everton (PSL) por abuso de poder econômico

PARCEIROS DO SITE


 

TSE cassa mandato de deputado estadual Subtenente Everton (PSL) por abuso de poder econômico

 Subtenente Everton teve mandado cassado por decisão do TSE — Foto: Divulgação/Alep

Por unanimidade, o Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu cassar o mandado do deputado estadual Subtenente Everton (PSL) por abuso de poder econômico nas eleições gerais de 2018. A sessão ocorreu na terça-feira (19).

Pelo mesmo motivo, os ministros também cassaram o diploma de suplente de deputado federal do Coronel Figueiredo (PSL).

Eles tiveram parte dos gastos da campanha pagos pela Associação dos Militares da Reserva, Reformados e Pensionistas das Forças Armadas do Paraná (Asmir-PR), pessoa jurídica. A Lei das Eleições proíbe financiamento de campanha por pessoa jurídica.

g1 tenta contato com a defesa dos citados.

A doação de R$ 12 mil na forma de impressão de material de campanha pedindo votos para os dois candidatos.

Na decisão, os ministros ainda determinaram que o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) refaça a contagem do quociente eleitoral a partir da anulação de todos os votos dos candidatos.

Com isso, haverá um novo cálculo para as vagas de deputado estadual, o que pode gerar mudança na Assembleia Legislativa do estado.

A ação teve início após denúncia de um eleitor e posterior proposição pelo Ministério Público Eleitoral. O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná julgou o caso, mas absolveu os dois militares.

Postar um comentário

0 Comentários