Brasil tem semana com menor número de mortes por Covid-19 desde abril de 2020

PARCEIROS DO SITE


 

Brasil tem semana com menor número de mortes por Covid-19 desde abril de 2020

 Pessoas de máscara em Brasília em meio à pandemia de coronavírusO Brasil registrou 328 mortes e 11.866 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Neste sábado (6), as médias móveis de óbitos e de infecções ficaram em 242 e 10.033, respectivamente. Os dados são do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Com a atualização, o país tem um total de 609.388 mortes e 21.874.324 infecções confirmadas desde o início da pandemia, em março de 2020.

No total da semana epidemiológica encerrada neste sábado, foram 1.694 mortes registradas no país. É o menor número desde a semana encerrada em 25 de abril do ano passado, no segundo mês da pandemia no Brasil. É também a primeira vez em que há menos de 2.000 mortes em uma semana pela doença desde então.

O total semanal de novos casos ficou em 70.230, depois de duas semanas em alta – é o menor número desde a semana encerrada em 9 de maio de 2020.

Antiviral da Pfizer contra a Covid-19

A farmacêutica Pfizer informou na sexta-feira que sua pílula antiviral experimental contra o coronavírus reduziu o risco de hospitalização e morte em pacientes de alto risco que participaram do estudo. As chances de casos graves foram reduzidas em 89% com o medicamento. Leia mais.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que os Estados Unidos garantiram milhões de doses da pílula, para o caso de o medicamento se tornar um tratamento eficaz contra a doença. Leia mais.

A farmacêutica Pfizer está em negociações com 90 países sobre contratos para fornecimento da pílula experimental. Leia mais.

Vacina da Pfizer para crianças

A Pfizer deve pedir o registro definitivo da vacina contra Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos de idade na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) até a próxima sexta-feira (12). Leia mais.

Atraso na segunda dose

Até o dia 25 de outubro, mais de 14 milhões de pessoas estavam com a segunda dose da vacina contra Covid-19 no Brasil atrasada em ao menos 15 dias. O número é o dobro do observado em 15 de setembro, quando foram registrados 7 milhões, de acordo com a segunda edição do Boletim VigiVac da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) da Bahia. Leia mais.

Covid-19 na Europa

A Europa está enfrentando um inverno potencialmente devastador, que pode levar meio milhão de pessoas a morrer por Covid-19, alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS) na quinta-feira (4), quando lançou um alerta sobre um aumento de casos e lamentou as falhas na vacinação em determinadas áreas do continente. 

Fonte: CNN Brasil

Postar um comentário

0 Comentários