Flamengo anuncia saída de Renato Gaúcho após derrota na final da Libertadores

PARCEIROS DO SITE


 

Flamengo anuncia saída de Renato Gaúcho após derrota na final da Libertadores

 Renato Gaúcho

Alexandre Vidal / Flamengo Renato Gaúcho não é mais o técnico do Flamengo. Em “comum acordo”, ele deixa o time carioca após fracasso na final da Copa da Libertadores, diante do Palmeiras, sábado, em Montevidéu, no Uruguai, com derrota por 2 a 1. Ele já vinha sofrendo bastante pressão dentro do clube e a postura desanimada diante do Grêmio, no qual não vibrou com os gols do time e depois foi acusado de ter “entregado” o empate aumentaram bastante a cobrança pedindo sua saída.

“O Clube de Regatas do Flamengo informa que, após conversa entre as partes, o técnico Renato Gaúcho não comanda mais o time principal”, informou o Flamengo na reapresentação do elenco na tarde desta segunda-feira. A equipe volta a campo no Brasileirão nesta terça-feira, diante do Ceará, no Maracanã com comando interino.

O treinador já havia falado em tom de despedida no vestiário de Montevidéu após a derrota por 2 a 1 diante do time paulista de Abel Ferreira. “Infelizmente no Brasil, só quem ganha é valorizado”, havia dito, bastante cabisbaixo e já ciente do seu futuro.

O técnico deixa o clube carioca com impressionante aproveitamento de 72,8%. Foram 38 jogos sob seu comando, com 25 vitórias, oito empates e somente cinco derrotas. Os números, apesar de muito bons, contrastam com a queda de rendimento nesta reta final de temporada e a perda de todos os títulos disputados

Sob o comando de Renato Gaúcho, o Flamengo perdeu a final da Libertadores, a corrida pelo tricampeonato do Brasileirão e ainda amargou eliminação na semifinal da Copa do Brasil em pleno Maracanã com derrota por 3 a 0 para o Athletico-PR.

Renato Gaúcho ficou menos de cinco meses do Flamengo e jamais conquistou a torcida do clube, sempre rebatendo o trabalho do treinador e cobrando melhora que não vinha. Apesar de o ano estar no fim, há a possibilidade de ele permanecer no Rio para a próxima temporada. Seu nome está entre os favoritos para dirigir o Fluminense em 2022.

Postar um comentário

0 Comentários