Governo Biden propõe novas regras para limitar emissões de metano

PARCEIROS DO SITE


 

Governo Biden propõe novas regras para limitar emissões de metano

  Monitoramento de emissão de metano no Texas, nos EUAO governo de Joe Biden propôs novas regras para várias agências federais dos Estados Unidos com o mesmo objetivo: reduzir as emissões de metano, que causam o aquecimento do planeta.

No centro do anúncio está uma regulamentação da Agência de Proteção Ambiental (EPA) que pressionaria as empresas de petróleo e gás a detectar, monitorar e reparar vazamentos de metano de poços, dutos e outros equipamentos novos e existentes.

A EPA estima que a medida cortaria 41 milhões de toneladas de emissões de metano de 2023 a 2035 – mais do que todo o dióxido de carbono emitido por carros de passageiros e aviões comerciais nos EUA, em 2019.

O metano é um gás de efeito estufa cerca de 80 vezes mais potente do que o dióxido de carbono no curto prazo, e especialistas disseram à CNN que reduzir os vazamentos de metano é uma das maneiras mais fáceis de desacelerar o aquecimento global.

É o principal componente do gás natural, que abastece cerca de 40% do setor elétrico dos Estados Unidos. Pode entrar na atmosfera por meio de vazamentos de poços de petróleo e gás natural, dutos de gás natural e do próprio equipamento de processamento. Aterros sanitários e a agricultura também são fontes de emissões de metano.

A proposta da EPA surge no momento em que Biden participa da cúpula do clima da ONU em Glasgow, na Escócia, onde os países estão reunidos para aumentar as ambições de descarbonizar suas economias.

“Com esta ação histórica, a EPA está abordando as fontes existentes da indústria de petróleo e gás natural em todo o país, além de atualizar as regras para novas fontes, para garantir cortes robustos e duradouros na poluição em todo o país”, disse o administrador da agência, Michael Regan, em comunicado.

A regra do EPA sob o governo Biden é mais abrangente do que as medidas adotadas no governo do ex-presidente Barack Obama, que cobriam apenas equipamentos novos e modificados recentemente.

Postar um comentário

0 Comentários