Um mês sem pedágio: Comissão avalia falhas no serviço de guincho

PARCEIROS DO SITE


 

Um mês sem pedágio: Comissão avalia falhas no serviço de guincho

 

Nesta segunda-feira (27) completa  um mês que o Paraná está  livre do pedágio cobrado  nas estradas do Anel de Integração. Até agora os motoristas que percorrem as estradas paranaenses, parecem bem aliviados em não ter mais que pagar o famigerado pedágio.

O grande temor era com relação à manutenção das rodovias e o socorro aos usuários em situações de emergência.

O governo do estado ainda está no processo de licitação para que empresas terceirizadas assumam o serviço até a nova concessão, que deve acontecer no final de 2022. Na avaliação do deputado Tercílio Turini, que integra a frente parlamentar do pedágio, o reflexo após 30 dias sem cobrança é positivo.

O governo do Estado aumentou de 284 para 323 o número de ambulâncias do Samu, para reforçar o atendimento nas estradas. O trabalho é feito em conjunto com o Siate e por enquanto tem sido satisfatório.

O DER-PR fez um levantamento e descobriu que um de cada cinco quilômetros do Anel de Integração, não atende o mínimo de estrutura exigido em contrato e as concessionárias estão sendo acionadas judicialmente.

Para a próxima concessão, a Frente Parlamentar do Pedágio, sugere a instalação de um pedagiômetro em cada praça de cobrança, para haver mais transparência do quanto está sendo arrecadado e o que está sendo executado.

Postar um comentário

0 Comentários