Com novos reforços, LEC quer resolver seca de gols em 2022

PARCEIROS DO SITE


 

Com novos reforços, LEC quer resolver seca de gols em 2022



 

Douglas Lima chega com a missão de brigar pela camisa 10 do Tubarão em 2022
Douglas Lima chega com a missão de brigar pela camisa 10 do Tubarão em 2022 | Ricardo Chicarelli/LEC

 

O LEC fechou a série B com o segundo pior ataque e marcou apenas 31 gols em 38 partidas. No Paranaense, foram 22 gols em 17 partidas. Para tentar melhorar a produção ofensiva, o Tubarão trouxe os meias Léo Artur e Douglas Lima. Os dois se juntam a Mossoró, remanescente do ano passado. 


"Acredito que aquele último passe, perto da área é muito importante no futebol. Poucos jogadores conseguem isso e acredito que posso fazer e ajudar o Londrina", afirmou Léo Artur, que jogou a última série B pelo Sampaio Corrêa e marcou um gol no confronto contra o LEC, no estádio do Café.

"Estou muito feliz por estar aqui e pelo projeto que me foi passado, que é bastante interessante. Pouco clubes tem o calendário que o Londrina vai disputar, então é trabalhar bastante para que os resultados aconteçam". 


Aos 27 anos, Douglas Lima surgiu no futebol paulista, teve uma passagem pela Espanha e no ano passado atuou no Manaus no campeonato estadual e na série C. Chega com a meta de brigar pela camisa 10 alviceleste. Além dos reforços, o Londrina aposta muito na recuperação física e técnica do Mossoró. 


Uma das principais contratações do clube em 2021, o meia pouco jogou. Sofreu com inúmeras contusões e passou grande parte da temporada no departamento médico. Só conseguiu ter uma sequência em campo na reta final do Brasileiro. O LEC tentou outros meias também no ano passado, como Celsinho, Adenílson e Gegê. Ambos não conseguiram, no entanto, ter uma boa produção e já deixaram o clube. 


Ataque


Para o ataque, o principal nome anunciado é de Douglas Coutinho. Aos 27 anos, o jogador, revelado no Athletico e que atuou ainda no Cruzeiro, na Coréia do Sul e no mundo árabe, chega com a responsabilidade de ser o homem-gol do Tubarão. 


"Atuo tanto pela beirada, quanto centralizado. Sempre fui um jogador que usou muito a velocidade, mas pela minha estatura tenho facilidade na bola aérea e, por isso, já joguei como camisa 9 também", frisou o atacante, que nos dois últimos anos atuou por Operário e Vila Nova, ambos pela série B. 


Coutinho tem a missão de substituir o centroavante Zeca, artilheiro do LEC na série B, com cinco gols em dez jogos,  mas que não renovou o seu contrato para permanecer no Alviceleste. "Este início de preparação é muito importante para formarmos uma boa equipe, com mentalidade vencedora e que saiba jogar todas as competições que o Londrina vai disputar". 


Para o ataque, o Tubarão acertou ainda com o alemão Hamed Saleh e com o youtuber Juninho Manella. Permanecem no elenco da última temporada, Salatiel, Marcelinho, Caprini, Victor Daniel e Juan Matos. 


Copa SP


O LEC estreou com derrota na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Na noite de quarta-feira (5), em São Bernardo do Campo, o Tubarão perdeu para o Aster Brasil (ES) por 2 a 0. O Alviceleste volta a campo no sábado (8) para enfrentar o São Bento, às 19h15. O time de Sorocaba também foi derrotado na primeira rodada por 2 a 0 para o São Bernardo. 


FONTE - FOLHA DE LONDRINA - Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha

Postar um comentário

0 Comentários