Justiça de SP suspende paralisação de médicos marcada para quarta

PARCEIROS DO SITE


 

Justiça de SP suspende paralisação de médicos marcada para quarta

 

Justiça suspende paralisação de médicos convocada para quarta-feira

Justiça suspende paralisação de médicos convocada para quarta-feira

MARCELO PEREIRA / SECOM / PREFEITURA DE SÃO PAULO - 02/08/2021

A Justiça de São Paulo concedeu liminar à Prefeitura de São Paulo nesta terça-feira (18) para suspender a paralisação que o Simesp (Sindicato dos Médicos de São Paulo) havia convocado para esta quarta-feira (19). 

Segundo a decisão, assinada pelo vice-presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, Guilherme Gonçalves Strenger, a integralidade da categoria deve permanecer em atividade na data convocada para a manifestação. Ele citou os "graves prejuízos que podem ser causados à população pela paralisação" e determinou multa diária de R$ 600 mil em caso de descumprimento da decisão.

Após reunião entre representantes da prefeitura e do sindicato na segunda-feira (17), o prefeito Ricardo Nunes autorizou que o pagamento de 100% do banco de horas acumuladas até 31 de dezembro do ano passado seja efetuado ainda neste mês, com os salários de janeiro. Além disso, a partir de agora, todas as horas extras e plantões extras serão pagos dentro da folha de pagamento do respectivo mês, inclusive para os servidores.

O Simesp reivindica mais contratações nas UBS (Unidades Básicas de Saúde), garantia de condições mínimas de trabalho (por melhor infraestrutura e abastecimento de insumos e medicamentos) e retomada dos espaços de discussão entre o sindicato e a prefeitura.

A manifestação havia sido convocada para as 15h de quarta-feira, em frente à sede oficial da Prefeitura de São Paulo, no Viaduto do Chá.

Postar um comentário

0 Comentários