Mais de 46 mil alunos municipais voltam às aulas na próxima segunda

PARCEIROS DO SITE


 

Mais de 46 mil alunos municipais voltam às aulas na próxima segunda

 

Foto: Vivian Honorato

As aulas do novo ano letivo da rede municipal iniciam na próxima segunda-feira (7). Até o momento, a Secretaria Municipal de Educação (SME) contabiliza mais de 46 mil alunos matriculados para frequentarem as 179 unidades da rede municipal, na Educação Infantil e Séries Iniciais do Ensino Fundamental. Neste ano, as aulas serão presenciais, com quase seis mil profissionais, entre professores e equipes administrativas, de alimentação e de limpeza, para recepcionar os estudantes.

Para esclarecer os pais e familiares a respeito da volta às aulas, a Prefeitura de Londrina elaborou o guia abaixo, com informações da Secretaria Municipal de Educação.

– Neste ano, as aulas da rede municipal serão presenciais ou remotas?

Devido ao aumento de casos positivos de Covid-19 registrado desde janeiro, a Prefeitura de Londrina tornou facultativo o ensino presencial no período de 7 de fevereiro até o dia 28 do mesmo mês. “Vamos voltar às aulas no dia 7, mas até o dia 28 de fevereiro o retorno presencial será opcional. Haverá o atendimento 100% presencial, sem rodízio nem formato híbrido. E as famílias que optarem por não enviarem os filhos neste momento poderão coletar as atividades nas escolas ou creches, para que as crianças executem em casa”, detalhou a secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes.

– Todos os alunos poderão ir à escola normalmente?

Segundo a diretora Pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, Mariangela Bianchini, as crianças que estiverem com sintomas gripais (coriza, tosse, dor de cabeça, febre, dor de garganta) não devem frequentar as aulas presenciais, respeitando o isolamento de até 10 dias após o início dos sintomas, ou 7 dias contados a partir da realização do exame positivo para Covid-19. “Não será necessário apresentar um atestado médico, basta que os pais entrem em contato e informem a unidade escolar para agendar a retirada das atividades”, informou.

A recomendação também é válida para os casos em que a criança teve contato direto com pessoa diagnosticada com Covid-19. O ideal é realizar o isolamento, mesmo que não apresente sintomas.

– Não me sinto seguro em enviar meu filho para a escola neste momento. Ele será prejudicado?

Durante o mês de fevereiro, o ensino presencial não será obrigatório e as crianças que não forem encaminhadas às unidades escolares poderão fazer em casa atividades adaptadas. As faltas não serão contabilizadas, desde que os pais ou responsáveis façam o contato com a escola informando a decisão e compareçam para retirar o material.

– Crianças que ainda não foram vacinadas poderão voltar às aulas?

O retorno às aulas presenciais ocorrerá para todos, independentemente do status vacinal. Em Londrina, a vacinação contra Covid-19 está disponível para crianças a partir de 8 anos, e nas crianças com 5 anos que integrem o grupo prioritário (com deficiência permanente ou comorbidades).

 – Como as escolas estão se preparando para o retorno dos alunos?

Em 2021, cada unidade escolar ou Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) elaborou seu próprio Plano de Biossegurança para prevenir o contágio e transmissão do novo coronavírus. O uso das máscaras faciais é obrigatório, tanto para os estudantes como professores e demais integrantes da equipe escolar, e os alunos terão álcool em gel à disposição nas salas de aula.

Postar um comentário

0 Comentários