Polícia x Polícia: Protesto contra Ratinho Junior transforma Curitiba em praça de guerra; vídeos

PARCEIROS DO SITE


 

Polícia x Polícia: Protesto contra Ratinho Junior transforma Curitiba em praça de guerra; vídeos

 Polícia x Polícia: Protesto contra Ratinho Junior transforma Curitiba em praça de guerra; vídeos. Foto: reprodução/facebook

Polícia x Polícia: Protesto contra Ratinho Junior transforma Curitiba em praça de guerra; vídeos

Uma manifestação de policiais civis contra o governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), durante inauguração do “Detranzinho”, em Curitiba, transformou o bairro do Tarumã uma verdadeira praça de guerra.

A confusão começou com a intervenção de policiais militares e seguranças do governador.

A tropa de choque da PM foi interveio contra os manifestantes, que reivindicam correção da defasagem salarial e melhores condições de trabalhado para os profissionais de segurança pública.

No enfrentamento entre polícia x polícia, a tropa de choque usou gás lacrimogêneo contra os policiais civis.

Na tentativa de interromper o som de um caminhão, do Sinclapol, uma policial deu um safanão em um segurança de Ratinho Junior.

– Pronto… agora arrumamos briga institucional com a Polícia Civil – lamentou um oficial da Polícia Militar em contato com o Blog do Esmael.

– Nós policiais militares, nos solidarizamos com o ocorrido e estamos juntos, contra essas mazelas do desgoverno. E onde ratazana colocar os pés estaremos juntos e seremos sua sombra, nos 4 cantos desse Paranazão.

O presidente do Sindicato das Classes Policiais Civis do Paraná (Sinclapol), Kamil Salmen, denunciou a agressão e classificou o governo Ratinho como “o pior da história” do Paraná. Além disso, o líder dos policiais prometeu intensificar os protestos no estado. “Onde o senhor estiver, nós, os professores, os servidores públicos estaremos”, disse.

A manifestação dos policiais civis e a intervenção da PM, por determinação do governador Ratinho Junior, reverberou na Assembleia Legislativa do Paraná.

O deputado Soldado Fruet (PROS) chamou de “covarde” a ação do governador “Rato Junior”. O parlamentar foi repreendido e teve as duas expressões censuradas e, por determinação do presidente da Casa, deputado Ademar Traiano (PSD), retiradas das notas taquigráficas.

Fonte: Blog do Esmael

Postar um comentário

0 Comentários