MPPR cumpre mandados de prisão em operação contra associação criminosa com atuação a partir da cadeia pública de Cornélio Procópio

PARCEIROS DO SITE


 

MPPR cumpre mandados de prisão em operação contra associação criminosa com atuação a partir da cadeia pública de Cornélio Procópio

 

O Ministério Público do Paraná, por meio do Núcleo de Londrina do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da 2ª Promotoria de Justiça de Cornélio Procópio, no Norte Pioneiro do estado, deflagraram nesta quarta-feira, 15 de junho, a Operação Relâmpago, que apura a atuação de associações criminosas a partir da cadeia pública de Cornélio Procópio. Foram cumpridos dez mandados de prisão nos municípios de Cornélio Procópio, Marilândia do Sul, Piraquara, Santo Antônio da Platina, Andirá e Ibaiti, sendo que parte dos alvos já estava presa pela prática de outros delitos. Segundo as apurações, o grupo seria comandado por presos pertencentes à facção criminosa.

Por meio das investigações, foram identificados três núcleos associativos e a prática de, ao menos, 12 delitos de tráfico de drogas a partir do estabelecimento prisional, inclusive com a ajuda de um denominado preso de confiança, também alvo da operação. Os mandados foram cumpridos com o apoio do Departamento de Polícia Penal (Depen) e da Agência Local de Inteligência da Polícia Militar do 18º Batalhão.

Os fatos apurados já foram objeto de denúncia criminal oferecida pelo Ministério Público (Ação Penal 0064-89.2022.8.16.0075), e os mandados cumpridos nesta quarta-feira (15) decorrem da continuidade das investigações de elementos de prova colhidos em interceptações e medidas cautelares deferidas pela Justiça. Os atos delitivos objetos do cumprimento dos mandados desta quarta-feira (15) foram descobertos, inicialmente, durante a Operação Alcateia, também deflagrada pela 2ª Promotoria de Justiça de Cornélio Procópio em janeiro deste ano. (Rádio Web CP com conteúdo da Assessoria de Comunicação do MPPR).

Postar um comentário

0 Comentários