Padrasto mata criança de 4 anos por considerá-la um obstáculo no relacionamento

PARCEIROS DO SITE


 

Padrasto mata criança de 4 anos por considerá-la um obstáculo no relacionamento

Padrasto mata criança de 4 anos por considerá-la um obstáculo no relacionamento (Foto: Pixabay)
Padrasto mata criança de 4 anos por considerá-la um obstáculo no relacionamento (Foto: Pixabay)

Uma mulher matou a filha de apenas quatro anos por considerá-la um obstáculo em seu relacionamento. O caso foi registrado no dia 13 de julho, em Arequipa, no Peru. O Ministério Público peruano decretou a prisão preventiva da mulher e do companheiro.

A mulher levou a menina até o hospital pedindo socorro, informando que a filha havia ingerido veneno. Contudo, após exames foi constatado que a criança havia sido estrangulada. A mãe da menor foi detida e acabou confessando o crime.

De acordo com o depoimento da mulher identificada como Norma Guevara Ramírez, de 25 anos, ela e a filha sofreram agressões do namorado Bruce Lee Alvis, de 26 anos. Ela também revelou que ela e o companheiro concordaram que a criança era um “obstáculo” e prejudicava o desenvolvimento do relacionamento deles e por isso a mãe concordou que o homem matasse a filha.

De acordo com a investigação, o casal planejava o crime desde abril. Segundo informações, Bruce Lee Alves havia expressado repúdio pela criança e a mulher não queria que o relacionamento romântico terminasse e por isso concordou com o assassinato da menor. Os dois estavam em um relacionamento há cerca de onze meses.

O Ministério Público peruano emitiu um mandado de prisão preventiva para a mãe da menor e o companheiro. O casal foi transferido para o presídio de Socabaya. Caso sejam condenados, o casal pode cumprir 25 anos de prisão.

 

ricmais

 

Postar um comentário

0 Comentários