Três postos de combustíveis de Londrina serão notificados por repasse antecipado de preços

PARCEIROS DO SITE


 

Três postos de combustíveis de Londrina serão notificados por repasse antecipado de preços

 

Com anúncio feito pela Petrobrás de aumento nos preços da gasolina e do diesel para as distribuidoras, consumidores londrinenses já sentiram de forma imediata o impacto do aumento dos valores nas bombas dos postos de combustíveis. O litro da gasolina teve alta de R$ 0,41 nas refinarias e foi encontrado nesta quarta-feira (16) em média em Londrina a R$ 5,59. Já o diesel, o aumento foi de R$ 0,78 e foi encontrado em média a R$ 6,29.
Segundo o diretor-executivo do Procon Londrina, Thiago Motta Romeiro, três postos de Londrina devem ser autuados por repasse antecipado feito ainda na terça-feira (15), mesmo sem terem recebido nova remessa dos distribuidores. "Esse repasse deve ser feito de acordo com a chegada desse novo combustível. Nossos fiscais já iniciaram o monitoramento e já constaram esse rapasse antecipado. Eles [estabelecimentos] precisam comprovar a chegada de novo combustível reajustado. Hoje [quarta-feira] seguimos neste monitoramento".

O diretor do órgão de defesa do consumidor explica que ao repassar os preços antecipadamente, os dono de postos acabam onerando o consumidor, ou seja, incidem em infração administrativa, que é passível de punição e de multa. "A fiscalização é contínua e a gente depende de mais informações para autuar esses postos, por isso, precisamos do apoio da população e nossos fiscais seguem monitorando."

Denúncias por repasse antecipado de preços podem ser feitas no Procon Londrina pelo e-mail procon@londrina.pr.gov.br. É importante indicar o endereço do posto e, se possível, encaminhar a nota fiscal.

OUTRO LADO

Em nota encaminhada para a imprensa, o Paranapetro, sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, informou que as principais distribuidoras fizeram o repasse do aumento anunciado pela Petrobras com grande agilidade aos postos, na íntegra, a partir da zero hora desta quarta-feira.

Segundo o sindicato, geralmente as distribuidoras costumam repassar aos postos as altas com grande agilidade, enquanto demoram ou fracionam as baixas. "Desde a semana passada, antes deste anúncio mais recente da Petrobras, as distribuidoras já haviam repassado aos postos aumentos de mais de R$ 0,30 centavos no Diesel S10, que não foram compensados - isto é, se somaram a esta nova alta", diz a nota.


Com informações do Portal Bonde.


Postar um comentário

0 Comentários