Avião cai no interior do Amazonas e deixa 14 mortos

PARCEIROS DO SITE


 

Avião cai no interior do Amazonas e deixa 14 mortos

 Avião cai em Barcelos, interior do Amazonas

Avião cai em Barcelos, interior do Amazonas — Foto: Governo do Amazonas

Um avião caiu na tarde deste sábado em Barcelos, município no norte do Amazonas. Ao GLOBO, o governador Wilson Lima confirmou que a queda da aeronave provocou a morte de 14 pessoas. Em nota, o o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) confirmou a ocorrência e afirmou que investiga o acidente. A cidade fica a cerca de 400 km da capital do estado, Manaus.

Segundo o governador, a identidade das vítimas ainda é desconhecida. Morreram os 12 passageiros e dois tripulantes.

— Acabamos de concluir a retirada dos corpos. São todos brasileiros, turistas. Estamos no verão amazônico, época da prática da pesca esportiva. Provavelmente esse pessoal estava indo pescar no Rio Negro — afirmou Lima.

O avião saiu de Manaus com destino a Barcelos. Durante o pouso, chovia bastante. O piloto teria “errado o traçado da pista”, segundo o governador, e batido em alguma estrutura do aeroporto.

— Ele deve ter tocado o solo numa parte mais barrenta, e não havia as condições necessárias. Em tese, foi um pouso frustrado — afirmou.

A aeronave é um bimotor turboélice do modelo EMB-110 "Bandeirante", da Embraer, e tinha capacidade para 18 passageiros. Segundo o registro da Agência Nacional de Avição (Anac), tinha operação permitida para táxi aéreo. O aeroporto local não permite pousos e decolagens depois do pôr do sol.

O coronel Vinícius Almeida, secretário de Segurança Pública do Amazonas, afirmou que há informações extraoficiais de que, antes do acidente, duas outras aeronaves optaram por regressar a Manaus porque a segurança do aeroporto de Barcelos não permitiu o pouso. A chuva em Barcelos também provocou falta de energia elétrica na cidade e a comunicação está prejudicada.


Translao dos corpos

Os corpos ficarão no auditório de uma escola, porque a cidade não conta com estrutura de câmaras frias em um Instituto Médico Legal. Uma equipe da Força Aérea, com peritos e um delegado, irá amanhã até Barcelos para começar a apuração das causas do acidente. Todos os aspectos serão abordados, desde o funcionamento da aeronave até o comprimento da pista, o vento e as condições climáticas da hora da queda.

A identificação das vitimas será feita por meio das digitais, mas não estão descartados outros exames, como o da arcada dentária. O governo do Amazonas recebeu da empresa de táxi aéreo uma lista com os nomes dos passageiros que, em tese, embarcaram na aeronave, mas só divulgará oficialmente a identidade das vítimas após a finalização do trabalho da polícia científica.

Na lista repassada pela empresa Manaus Aerotáxi com os passageiros que estavam no voo, constam os nomes de Euri Paulo dos Santos, Fabio Campos Assis, Fabio Ribeiro, Gilcresio Salvador Medeiros, Guilherme Boaventura Rabelo, Hamilton Alves Reis, Heudes Freitas, Luiz Carlos Cavalcante Garcia, Marcos De Castro Zica, Renato Souza de Assis, Roland Montenegro Costa e Witter Ferreira de Faria, além dos comandantes Leandro Costa Souza e Fernando Luiz Galvão Bezerra Júnior. Ainda não há confirmação, entretanto, de que são eles as vítimas do acidente.


O governo do Amazonas montou um gabinete de crise para lidar com o acidente. Uma equipe da Defesa Civil se deslocou até Barcelos.

"Investigadores do Sétimo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA VII), localizado em Manaus (AM), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), foram acionados para realizar a Ação Inicial da ocorrência envolvendo a aeronave de matrícula PT-SOG, neste sábado (16/09), em Barcelos (AM)", diz o comunicado da Aeronáutica.

Em suas redes sociais, a companhia Manaus Aerotáxi lamentou o ocorrido e disse que a segurança é a sua prioridade. Segundo a empresa, a aeronave e a tripulação atendiam a todas as exigências da aviação civil.

"Contamos com o respeito à privacidade dos envolvidos neste momento difícil e estaremos disponíveis para prestar todas as informações necessárias e atualizações à medida que a investigação avançar", informou.

Postar um comentário

0 Comentários