Campanha de solidariedade do Paraná arrecada 22 mil itens para o Rio Grande do Sul

PARCEIROS DO SITE


 

Campanha de solidariedade do Paraná arrecada 22 mil itens para o Rio Grande do Sul

 

A campanha paranaense de auxílio às vítimas do desastre que assolou o Vale do Taquari, no Rio Grande do Sul, reuniu 22 mil itens. A campanha de ajuda começou na semana passada, com os quartéis do Corpo de Bombeiros recepcionando as ajudas, e terminou nesta terça-feira (19).

Além das doações voluntárias, as Secretarias de Estado também se mobilizaram para arrecadar doações, coletando doações dos servidores públicos. Além disso, associações da sociedade civil e empresas também realizaram doações para a campanha.

De acordo com a Defesa Civil do Estado, responsável por entregar as doações, foram reunidos 7.592 quilos de alimentos não perecíveis, 5.221 litros de material de limpeza, 1.913 quilos de material de higiene, 5.207 litros de água e 2.642 litros de leite. As entregas serão realizadas na semana que vem.

O auxílio material dos paranaenses se soma ao esforço desempenhado pelas equipes do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil que foram mobilizados para auxiliar nas ações de resposta. O Governo do Paraná vem mantendo uma equipe de apoio às forças de segurança locais desde o começo da operação, inclusive participando do resgate de duas vítimas. Foram executadas ações de busca, salvamento e ajuda humanitária, especialmente em localidades de difícil acesso, com a ajuda de um helicóptero. Um esforço logístico que já mobilizou 85 bombeiros e seis cães da Corporação.

Uma equipe da Defesa Civil do Paraná que tem experiência em situações extremas também colaborou com os municípios atingidos para a obtenção de recursos para a reconstrução.

CATÁSTROFE – De acordo com o balanço mais recente do Governo do Rio Grande do Sul, 106 municípios foram atingidos pelo ciclone extratropical no Vale do Taquari no dia 4 de setembro. Foram 392.917 pessoas afetadas, com 22.283 desalojados, 5.165 desabrigados, além de 943 feridos e 49 mortes. Nove pessoas continuam desaparecidas.

Postar um comentário

0 Comentários