Eleição para o conselho tutelar em Congonhinhas: veja o resultado

PARCEIROS DO SITE


 

Eleição para o conselho tutelar em Congonhinhas: veja o resultado

 

A população votou neste domingo (1º) para a escolha dos 2.115 conselheiros tutelares para 423 conselhos tutelares em todo o Paraná.

Em Congonhinhas, na Região norte do Paraná, foram eleitos 05 conselheiros. 1.267 eleitores foram as urnas, destes 07 eleitores tiveram seu votos invalidados.


Eleitos:


1. Letícia Renata Mariano: 209 votos

2. José Geraldo Ricardo: 182 votos

3. Ieda Higino dos Santos: 174 votos

4. Priscila R. S. de Moraes: 121 votos

5. Leonilda Maia da Silva: 112 votos


Suplentes:


. Ana Claudia P. Tressoldi Roveri: 105 votos

. Francineide Meneses de Oliveira: 103 votos

. Jhenifer F. Rosa Alves: 90 votos

. Tatiana T. F de Souza Juliano: 89 votos

. Deise Costa Hengles: 75 votos


O que faz um conselheiro tutelar?


De acordo com o Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania, o conselheiro tutelar surgiu para garantir os direitos de crianças e adolescentes previsto na lei. Também são responsáveis por promover o encaminhamento de situações aos pais e responsáveis, por meio de um termo de responsabilidade.


A função foi determinada pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), criado em 1990.


Conforme o ministério, os conselheiros são também considerados lideranças comunitárias, por isso são escolhidos por votação popular. Eles devem estar ligados à comunidade que moram e atentos às violações para transformar a realidade das comunidades.


Outras atribuições que fazem parte da função de conselheiro:


  • Dar orientação, apoio e acompanhamento;

  • Acompanhar matrícula e frequência obrigatórias em estabelecimento de ensino, se necessário;

  • Inclusão de crianças e adolescentes em serviços e programas oficiais ou comunitários de proteção, apoio e promoção da família, da criança e do adolescente;

  • Pedido de tratamento médico, psicológico ou psiquiátrico, em regime hospitalar ou ambulatorial e a inclusão em programa oficial ou comunitário de auxílio, orientação e tratamento a alcoólatras e toxicômanos, dentre outras competências;
  • Fiscalizar;

  • Promover ações ligadas a prevenir e conscientizar.

Postar um comentário

0 Comentários