Médico é afastado de UPA após jovem morrer após atendimento em Londrina

PARCEIROS DO SITE


 

Médico é afastado de UPA após jovem morrer após atendimento em Londrina

 

Nycolas Dias, de 22 anos, morreu em UPA de Londrina — Foto: Reprodução

A prefeitura de Londrina, no norte do Paraná, afastou o médico que atendeu Nycolas Dias, de 22 anos. Ele morreu dentro da unidade após um atendimento com o profissional na UPA Jardim do Sol, na Zona Oeste.

O jovem procurou a unidade em 23 de outubro após sentir falta de ar e expelir sangue pela boca, conforme a família. Mais tarde, no mesmo dia, retornou para UPA, foi medicado e morreu.

A Secretaria de Saúde de Londrina criou uma comissão para investigar o caso e confirmou que o médico está fora das escalas até a conclusão das investigações.

Conforme o secretário da pasta, Felippe Machado, o caso está sendo investigado pela Polícia Civil e pelo Ministério Público do Paraná(MP-PR). O relatório foi encaminhado ao Conselho Regional de Medicina (CRM).

“Por se tratar de um médico credenciado e não um servidor e consequentemente não haver responsabilidade de apuração por parte da corregedoria do município, nós encaminhamos o relatório aso órgãos competentes”, disse.

Segundo a pasta, o médico que atendeu Nycolas é contratado através de uma empresa terceirizada que presta serviços para a prefeitura. 

Postar um comentário

0 Comentários