Força-tarefa garante normalização do abastecimento de água em Cornélio Procópio

PARCEIROS DO SITE


 

Força-tarefa garante normalização do abastecimento de água em Cornélio Procópio

 

O abastecimento de água foi completamente normalizado em Cornélio Procópio, no Norte Pioneiro, nesta quarta-feira (6). A produção foi restabelecida ainda na madrugada de terça-feira (5) e a distribuição recuperada, desde então, de forma gradativa. Na madrugada desta quarta (6) os reservatórios atingiram níveis operacionais normais, regularizando o fornecimento em todas as regiões da cidade.

A normalização do sistema foi possível graças a uma grande força-tarefa da Sanepar que envolveu cerca de 100 pessoas. Equipes trabalharam ininterruptamente para estabilizar a tubulação e conter os sucessivos rompimentos, provocados pela instabilidade do solo.

Mesmo com as obras emergenciais executadas seguindo todos os protocolos usuais da Sanepar consolidados para este tipo de ocorrência, a complexidade do problema em Cornélio Procópio exigiu soluções diferenciadas.

Técnicos da Companhia no município e de outras cidades do Paraná, além de empregados de empresas contratadas e da prefeitura, foram mobilizados para trabalhar no conserto da tubulação e dar suporte a fim de minimizar o desabastecimento de água para a população.

O atendimento aos moradores foi feito, provisoriamente, com 23 caminhões-pipa, da Sanepar, da prefeitura e de municípios vizinhos, enquanto mais de uma dezena de equipamentos pesados, como escavadeiras, pás-carregadeiras, caminhões e retroescavadeiras, eram utilizados na obra de correção do solo e na instalação de estruturas de suporte para manter o alinhamento da tubulação e escoar a umidade do solo. Quinze toneladas de concreto foram utilizadas na obra que solucionou o problema.

O gerente-geral da Sanepar na região, Gil Gameiro, destacou o importante apoio da prefeitura no enfrentamento e na superação de todos os desafios neste período. “Agradecemos todo o apoio da prefeitura que muito nos ajudou para que pudéssemos fazer esse trabalho e restabelecer o sistema”, afirmou.

A Sanepar segue monitorando o sistema e avalia novas estratégias para evitar novas intercorrências.

Postar um comentário

0 Comentários